...

   Notícias


26/06/2020

   Por do Sol no Parque Estadual Fritz Plaumann


O sol é a fonte de luz e que permite a vida no Planeta Terra, é a estrela mais próxima de nós, em torno de aproximadamente 150 milhões de quilômetros, com uma temperatura de superfície de aproximadamente 6000 ºC e a que melhor conhecemos. Basicamente, é uma enorme esfera de gás incandescente que produz sua energia por meio da fusão do hidrogênio em que o núcleo gera energia através de reações termonucleares e é responsável por manter todo o Sistema Solar em sua interação gravitacional. O estudo do Sol serve de base para o conhecimento das outras estrelas.

A luz solar é responsável por alguns efeitos que ocorrem  no planeta Terra, como o céu ser azul, devido ao fenômeno óptico da dispersão, também conhecido como “Dispersão de Rayleigh”, sendo o azul correspondente a uma faixa com os menores comprimentos de onda do espectro visível,  como estes raios sofrem mais dispersão, justifica a cor azul para o céu durante a maior parte o dia. Esse fenômeno físico é responsável também pelas cores que observamos durante o nascer e o pôr do sol.

O pôr do sol ou ocaso é o momento em que o Sol se oculta no horizonte na direção oeste, sendo o início da noite, ao contrário do nascer do sol, iniciando o dia ao leste. Este acontecimento ocorre todos os dias em todas as regiões compreendidas entre o Círculo Polar Ártico e o Círculo Polar Antártico, graças ao movimento de rotação da Terra.

                Durante o pôr do sol, as cores ficam entre o vermelho e o alaranjado, porque no entardecer, os raios solares precisam percorrer um caminho mais longo na atmosfera até chegarem aos nossos olhos. Assim, não “sobra” raios de dispersão azul para chegar aos nossos olhos. O vermelho, portanto, tem maior comprimento de onda, e sofre menos dispersão. Assim, a luz que chega aos nossos olhos tende ao vermelho e ao laranja. Uma atmosfera mais poluída com poeira e fumaça por exemplo, pode contribuir para um pôr do sol mais avermelhado, já que aumenta a dispersão dos raios vermelhos.

Contudo, as diferenças entre o pôr do sol, também dependem das peculiaridades geográficas do local de onde o evento está sendo observado, também a estação do ano e a latitude da região, como é o caso da foto que ilustra a matéria, que foi registrada no mês de junho, na costa sul do Parque Estadual Fritz Plaumann, na comunidade de Porto Brum que faz parte da zona de amortecimento, às margens do Rio Uruguai.



Comentários